Com os olhos do coração

Fotografar é muito mais que um disparo da câmera em direção a um objeto de interesse. Fotografar é abrir os olhos do coração e sentir, sentir o que está ao redor, sentir a coisa fotografada, sentir a emoção do momento. Tive a sorte de conviver com a fotógrafa mais sensível desse mundo: Gleice Lisbôa.

Viemos a Manaus juntas em julho e nos emocionamos com as belezas e os encantos da cidade. Ponta Negra, zoológico, lancha, casas flutuantes, Teatro Amazonas, Porto, feira de artesanato. Tudo o que pudemos fazer nos poucos dias que ficamos na cidade nós fizemos. E ela não parava de clicar.

De fotografia ela é boa, mas de nome…. ixi! Coitadinha! Quando esteve aqui em Manaus era um tal de chamar o pessoal daqui de manajoara! E a Ponta Negra era Ponta de Areia, Ponta Grossa (hahaha) menos Ponta Negra. Rimos muito. E apesar da dificuldade com os nomes, saiu de Manaus apaixonada pela cidade.

Passeando de lancha, ela não parava de disparar suas fotos. Encontro das águas, barcos, rio negro, navios, botos, lanchas e num desses momentos, lá estava uma ave negra sobre nossas cabeças. Ela não perdeu tempo e click, click, click, “ei, que ave é aquela?”. O barqueiro ficou  um pouco tímido, meio em silêncio, e soltou “é um urubu!”. hahaha A ave exótica da amazônia fotografada de todos os ângulos.

Ganhamos o momento. E meses depois ganhamos também um belo quadro com as fotos daquele momento. Ela não estava errada, a ave negra não era mesmo toda negra, era um belo gavião. Lindo.

5 comentários em “Com os olhos do coração

  1. Que bancanaPaulinha ri muito lendo e revivendo esses momentos. Valeu , valeu mesmo, contou com todo um encatamento, sem mentir nada risos. Seus textos são uma delícia ……Muito prazeroso.

  2. Que legal falar da Gleice! Realmente ela é maravilhosa. Também você foi com ela logo em Manaus, onde tem tanta coisa bacana de se ver! Agora, estamos ansiosos para conhecer os balneários. Nossa próxima visita, se Deus quiser, está próxima. Saudades, saudades, e mais saudades. Mamãe.

  3. Paula, olha eu aqui outra vez…
    mto legal o texto e a Gleice realmente é maravilhosa. Deve ter fatografado um milhão de coisas…

  4. Também conheço a Gleice, além de ser excelente na arte da fotografia é um ser humano com o coração que nem a sua lente de melhor precisão alcança… saudades… quando falar com ela diz que Anita e Amado mandaram bjs.

    • Olá, Anita, que prazer receber por aqui uma visita de quem conhece a Gleice. Por ela, todos os dias, nutro uma infinita admiração. Para mim, ela representa a beleza do olhar profundo sobre as coisas e as pessoas, representa a luz sobre os contornos do mundo. Se as palavras pudessem descrever a Gleice com perfeição, elas não ficariam assim paradas no papel a espera do leitor, elas dançariam ao redor de nós e cantariam belas canções dizendo que há pessoas nesse mundo que são como verdadeiros anjos. E sim, se a porta de entrada para o mundo são nossos olhos, pelos olhos da Gleice temos oportunidade de experimentar um mundo de mais cores, brilhos e magia. Darei seu recado a ela por telefone ou email. Abraços e seja bem-vinda ao meu blog! =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: