Como é viver em Manaus: “Quem viaja de barco”

Oriximiná é uma cidade do Pará que fica a um dia de viagem de barco partindo de Manaus (contando que não vai chover) e três dias vindo de lá para a capital do Amazonas. Tem pouco mais 58 mil habitantes, segundo dados do IBGE 2009, e é a segunda maior cidade em extensão territorial do estado do Pará (a primeira é Altamira).

De partida para Oriximiná, dona Maria se despede dos filhos que hoje moram em Manaus. Ela faz a viagem para Manaus cerca de quatro vezes por ano e a melhor opção é vir de barco. Entrevistei a filha da dona Maria, a Valéria. Uma moça simpática e tímida que não quis tirar foto. Quem aparece aqui são seus irmãos, a Vanessa e o Tiago, que diga-se de passagem são gêmeos.

Valéria disse já ter feito a viagem por lancha a jato, que é bem mais rápida, porém custa mais. Ao invés de passar três dias viajando de Oriximiná a Manaus, são somente 15 horas de lancha. De barco: R$110,00. De lancha: R$180,00. Boa opção para quem tem pouco tempo e um dinheirinho a mais para investir.

Já o avião é coisa de luxo. A passagem fica entre R$500,00 e R$600,00 só ida. Um absurdo dos grandes, daria para ir e voltar ao Rio de Janeiro. Isso se deve à pouca concorrência no setor, só há uma companhia que faz a viagem.

Valéria contou que o aeroporto de Oriximiná na verdade é “só uma casinha pequena, não tem nada lá”. As condições precárias também fazem os viajantes recusarem a ideia de usar o avião.

Dona Maria já estava embarcada quando conversei com sua filha e estávamos à espera da partida.

No barco oferecem café, lanche e almoço. Além disso, há também a possibilidade de comprar guloseimas que estão à venda lá dentro mesmo. Dona Maria chegou cedo para pegar lugar no andar de cima, onde a ventilação é melhor e tem menos gente transitando. Algumas vezes a passagem para esse andar costuma ser mais cara por causa do conforto. No andar de baixo está o porão, e por isso é mais barulhento, e quando desembarcam passageiros, todos tem que sair do lugar para dar licença. A principal reclamação sobre a viagem nem é o longo tempo que ela dura – parece que sobre isso todos já estão bastante resignados por aqui -, mas sim a lotação dos barcos que gera além de risco, um grande desconforto.

Vida e modo de se locomover típicos da Amazônia. Tempos e espaços percorridos de forma diferente a que estamos acostumados em outras regiões do Brasil. Um dia vale a pena experimentar…

10 comentários em “Como é viver em Manaus: “Quem viaja de barco”

  1. Olá Paula ficou muito legal sua reportagem sobre “quem viaja de barco”

    Parabéns!

    até que minha foto ficou legal.

  2. eita dona Maria que viagem boa… queria tanto poder viajar logo pra minha cidade… nossa princesa do Trombetas é linda. Oriximiná terra de gente boa, povo acolhedor e hospitaleiro, venham conhecer a Princesinha do Trombetas, pessoal…afinal o Cirio de Santo Antônio tá chegando..ééeeeee minha cidade linda..

  3. Dizem que a viagem neste barco é muito legal..alias a ida de Manaus para Oriximiná é uma otima pedida pois demora menos e podemos curtir a natureza no percurso do rio Amazonas!!!!

    • Marinho, obrigada pela visita ao blog e pelas dicas que aqui deixou. Nossos leitores agradecem e eu fico curiosa para fazer a tal viagem! É tanta beleza para ser visitada que eu precisava de um ano inteiro de férias para conhecer tudo….Grande abraço!

  4. Já viajei nesse barco Cidade de Oriximiná e gostei muito da viagem e da comida que barra muito restaurante aqui em manaus.

  5. HA viagei em 2011 com meu filhote querido de 2 anos fizemos otrajeto de barco Manaus Oriximinqa e de lancha Orichimina Santarem maravilhoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: