O que é único em Manaus: “Cinto de segurança”

Lá estávamos nós: malas prontas para o feriado de segunda-feira, compras de supermercado feitas e rumo pra estrada. Detalhe: tínhamos “visita” no carro. Era nossa vizinha, a também proporcionadora da viagem, já que o sítio de destino é dela e do marido dela. Toda linda, com roupinha fresca de verão, cabelo todo produzido, batom, protetor solar e perfume, ela era uma boa companhia para a viagem. É dessas pessoas boas de conversar.

Histórias pra lá e pra cá, eis que passamos pela barreira policial na saída da cidade e me dei conta que as passageiras do banco de trás estavam sem cinto, entre elas a vizinha.

Quando tenho “visita” no carro e ela está sem cinto meu procedimento padrão é pedir para colocar.  O procedimento padrão do meu marido é parar o carro e esperar que o cinto seja colocado. Carro parado, pedido feito: surpresa! Eis que de repente um procedimento nada padrão começou a surgir: a “visita” não queria colocar o cinto!

Para nossa surpresa, em poucos segundos nossa vizinha estava totalmente contrariada por ter que colocar o cinto. Eu não estava levando a contrariedade à sério, nem acreditei que era contrariedade de verdade. Mas era a mais pura e legítima manifestação de descontentamento. Mesmo com toda nossa conversa de tentar protegê-la do risco da estrada, ela reclamava, dizia que não ia colocar, chegou até a ligar para o marido dela para reclamar do meu, esperneou o quanto pode, até que depois de uns 10 minutos de luta e falação ela cedeu e colocou. Ela dizia bufando: “quando eu contar para os outros que eu tive que colocar cinto de segurança no banco de trás ninguém vai acreditar!”.

Mas não parou por aí: foram mais uns 10 minutos xingando meu marido de chato e dizendo o quanto tinha pena de mim por eu ser casada com um chato tão chato – ele, o rei da boa argumentação, falou mais que eu, por isso ganhou o título de chato mor. Como sou super chata para essas coisas de segurança também, fico bastante feliz por ter um marido mais chato que eu nesse quesito.

Não, a culpa não era exatamente dela por estar lá esperneando para não colocar o cinto. A culpa mesmo está no fato de não haver fiscalização por essas estradas de meu deus no Amazonas. “A culpa” é de não haver culpa por não andar de cinto. Uso de cinto de segurança é lei, ninguém deveria discutir isso. Quem fiscaliza? É possível andar por aí sem cinto, ultrapassar sinal, apressar pedestre na faixa de pedestre, pilotar uma moto sem capacete com um acompanhante na garupa também sem capacete e absolutamente ninguém ser multado. Não que seja boa a perspectiva de que as pessoas só fazem o certo quando são punidas por não fazerem isso, mas nada melhor do que uma boa fiscalização quando a imprudência e irresponsabilidade é geral. Os acidentes continuam acontecendo, mortes aos montes e tudo fica taxado pura e simplesmente como uma fatalidade.

4 comentários em “O que é único em Manaus: “Cinto de segurança”

  1. Paula, realmente é um absurdo!
    Principalmente por esta prática tão comum, não só com as leis de trânsito, de só acontecer a efetivação da lei quando ela é fiscalizada, se houver punição melhor ainda!
    É uma tristeza as pessoas simplesmente não se adequarem por saber que não vai dar em nada.
    Mas, pelo menos qdo eu sou caroneira ou visita em qualquer lugar que seja, tento me adequar aos costumes (vms chamar lei de costume então) das pessoas que me recebem.
    Aff…

  2. Mesmo sendo a pessoa de quem minha querida amiga está falando, ainda acho um absurdo colocar o cinto de segurança no banco de trás, quem me garante que se eu colocasse o cinto não iria ficar entre as ferragens, ser cuspida do banco ou por ironia do destino morrer. Deus é quem sabe…….é uma precaução subjetiva……. bjs

    • Arlene, que participação super especial! =) Assim as pessoas podem “conhecer pessoalmente” a protagonista da minha história! Obrigada pelo carinho e pela amizade durante esse nosso primeiro ano de Amazonas! Vocês nos fizeram viver ótimas histórias. Grande beijo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: