Como é viver em Manaus: “Quintais sem verde”

Há alguns meses visitei muitas casas à venda em Manaus e foi fácil perceber uma tendência geral das construções: são praticamente todas elas muito voltadas para a total impermeabilização, ou seja, há cimento em tudo quanto é canto impedindo que a água entre em contato com a terra. Todo o quintal é cimentado. Calçadas são cimentadas. Quase não vemos grama, ou jardim, ou verde. E descobri, conversando com um professor colega, Vanderlan, que já há estudos que comprovam que o homem caboclo, diante da possibilidade de usar o cimento, opta na maior parte das vezes por usá-lo, como se isso fosse sinal de limpeza, boa organização, cuidado. A terra, vejam só, é vista como um estorvo. O verde virou sinônimo de trabalho.

Outra tendência das construções é, ao fundo da casa, fazer uma edícula. Geralmente há um cômodo ou mais e também um banheiro extra. Mesmo que não haja muito espaço para esse tipo de construção ela é erguida. Visitei casas tão precárias que tinham edícula mesmo assim. E casas em que o terreno já era pequeno só para a casa, mas mesmo assim lá estavam os cômodos extras lançados como pontos positivos da construção.


Ter nossa própria casa é poder fazer adequações nesse sentido. É poder arrancar o cimento, quebrar tudo e plantar grama. É poder, com a enxada, retirar restos de construção que foram usados para aterrar a área. É desmanchar os quartos extras e fazer uma boa área para leitura, churrasqueira e compostagem. É sentir cheiro de chuva molhando a terra e a grama. É passar as manhãs de sábado mexendo na horta.

5 comentários em “Como é viver em Manaus: “Quintais sem verde”

  1. Em minha visão, acho a opção de ficar tudo com cimento, um fator negativo.
    Minha mãe por exemplo, tem preservada em sua casa uma área verde. Ninguém tira! :) Tudo muito bem cuidado.
    É tão legal ter a possibilidade de tirar um fruta, ficar em uma sobra, sentir o “friozinho” que a natureza proporciona.
    Infelizmente não são todos que pensam assim.
    Excelente visão.
    Forte Abraço!

  2. Paula, este é um grande problema aqui em Manaus. Como vc já deve ter percebido, nós somos uma das cidades menos verdes do Brasil, apesar de estarmos no meio da floresta amazônica. O descaso do poder público e dos próprios cidadãos com a arborização da cidade é gritante. Isso chega a ser mais absurdo quando consideramos o calor da nossa capital e a diferença que faria se tivéssemos a sombra das árvores para nos proteger e para diminuir a temperatura de uma forma geral.

    Estou em conversas com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente para lançar um programa de arborização chamado “Corredores Verdes”. Assim que tiver mais informações, irei lhe dizer.

    Abraços,

    André Maués
    O El Dorado é aqui: http://www.descobrindooamazonas.webs.com

  3. Paula Quintão e André Maués, é muito bom ler suas declarações, também me sinto da mesmo forma, porém não consigo achar nada concreto quanto a movimentos ou um mínimo apoio em conjunto das pessoas de ou em Manaus neste assunto. Não seria interessante e proponho aos dois uma reunião para tratar disto? Ou algo semelhante se preferirem, um blog, fórum, etc. Rafael Oliveira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: