Como é viver em Manaus: “Transporte público”

De repente, engarrafamento. Não, não é horário de pico. É, bem ali na frente, um ônibus quebrado. Situação comum nas ruas manauaras, os ônibus com certa constância estão parados com pisca alerta ligado, quebrados, e uma turminha de passageiros do lado de fora aguardando o próximo ônibus passar por ali.

Costumo observar a turminha parada bem ao lado do ônibus para ver a expressão em seus rostos: esgotados, silenciosos, não veem a hora de partir, de chegar em casa, de não atrasar para entrar no trabalho, de sair do sol, de encontrar o marido, filho, esposa, namorado, de começar logo a faxina da manhã para dar tempo de fazer a faxina da outra casa à tarde, de comer algo, de fazer aquele momento passar. Anestesiados, assistem, dia após dia, essa novela.

Um verdadeiro atraso de vida. A condição dos ônibus que circulam nas cidades é muito ruim.

Vez ou outra, uma greve. Vez ou outra, uma matéria no jornal. Mas tudo é igual: lotação máxima, pontos de ônibus precários, número reduzido de linhas, ônibus quebrados. Uma pena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: