Monte Roraima: Lições do Monte Roraima

Ao meu pai, por ter me dado asas, feliz dia dos pais. 

Na van, voltando para Boa Vista, já caia a noite e desafinados entoávamos para a câmera a canção de Raul Seixas “eu prefiro ser essa metamorfose ambulante…”.  Entre risos e notas mal cantadas, éramos felizes por tudo o que vivemos. A experiência do Monte Roraima, única em essência, fazia de nós seres em transformação.

São algumas lições que não vou esquecer:

  • conseguimos vencer mais obstáculos do que pensamos e ao superá-los o prazer é imenso;
  • a beleza de um momento não está somente naquele momento, está em toda a história que nos levou até ele;
  • compartilhar momentos com os outros é acentuar a alegria vivida;
  • somos muito pequenos diante da imensidão da natureza;
  • somos muito grandes diante de nossos problemas e dos obstáculos;
  • uma experiência intensa vivida em poucos dias pode transformar nossa vida para sempre e marcar nosso coração com amor e saudade;
  • podemos ser muito livres uns com os outros e viver a liberdade aproxima as pessoas;
  • pequenos obstáculos podem nos machucar mais que os grandes se não tivermos cuidado;
  • há muito mais entre o céu e a terra que podemos imaginar;
  • viver com simplicidade traz muita satisfação e desfaz muitas amarras que criamos ao longo da vida;
  • não há motivos para fazer qualquer coisa com pressa, o essencial será alcançado passo a passo;
  • perceber o próprio corpo, administrar nossa energia e nos atentar para tudo o que ocorre em nós é prazeroso e traz recompensas – foi possível ir mais longe ao fazer isso;
  • dar um pote de absorventes internos para uma desconhecida pode trazer uma alegria indescritível – para você, que por sorte tinha esse pote, e para ela, que estava prestes a recorrer a meios alternativos;
  • pequenos gestos fazem toda a diferença: uma mão estendida quando a pedra é alta demais nos dá muita força;
  • estando numa montanha, é importante chegar ao seu ponto mais alto. A emoção da história percorrida é incontida lá;
  • quando depositamos confiança no outro, o outro se fortalece;
  • receber café quente na barraca, depois de uma noite muito fria e de muita dor, é a melhor coisa do mundo;
  • os momentos de dor viram lembranças boas e felizes;
  • banhos muito frios, uma vez superados, trazem um bem estar incrível ao corpo cansado;
  • compartilhar o que temos não é ter menos, é ter mais;
  • perceber que tínhamos tão pouco, sentíamos tanta dor, frio, desconforto, e  mesmo assim tudo era motivo de felicidade;
  • as lembranças podem doer quando a saudade é demais, e a saudade é demais quando sabemos que é impossível reviver a bela história de novo.
  • é possível se apaixonar profundamente por um lugar.

7 comentários em “Monte Roraima: Lições do Monte Roraima

  1. Adorei toda a sua viagem, fiquei com vontade de estar junto com vocês. Parabens foi tudo muito lindo e tenho certeza que encantou muita gente.

  2. Muito bom!! Estou doida para fazer essa viagem..já pesquisei até, só falta companhia. Mas vou acabar indo sozinha e tentando encaixar em algum grupo!!! Parabéns!

  3. Lindeza, essa semana li uma frase sobre corrida, que acho que encaixa bem por aqui:
    Na largada, só conseguimos pensar na chegada. Na chegada, só conseguimos pensar na próxima largada!
    A sensação se superação, de aguentar firme é viciante! Queremos sempre desafios maiores e mais obstáculos a serem superados.

    • Bruna, é lindo seu comentário. A diferença com a montanha é que não há somente um ponto de chegada. Todo momento de dificuldade, seja uma pedra muito alta ou uma subida que não acaba nunca, são pontos de chegada. Você sente uma grande dor para passar por esses pontos e quando passa: vitória! E então, a sede pelo novo passo, e mais uma vitória, e mais uma, e mais uma. Se é viciante chegar ao final e recomeçar, na montanha todo o caminho é um grande vício. E quando vamos embora, silêncio. Silêncio e uma saudade imensa. Quero voltar pra lá!

  4. Nos meus muitos anos de experiências no Monte Roraima, já vi e ouvi muitas pessoas profundamente tocadas pela energia deste lugar enigmático, porém ainda não tinha visto uma pessoa que tenha absorvido com tamanha intensidade como você, Paulinha! Você foi, sem dúvida, a pessoinha mais linda e bela, e também a mais privilegiada, que já fez esta viagem.
    Parabéns pela lindeza que carrega na alma.
    Um beijo no coração
    Magno

    • Magno, você é um amor!! E como suas palavras me fazem feliz! =) Obrigada pelo carinho sem fim. Você e sua equipe trabalham lindamente proporcionando que muitas vidas sejam transformadas para melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: