Prêmios BR-174. A mais sarcástica! A mais encantadora!

758 km me separavam de Boa Vista quando sai de Manaus às 4:30h da manhã já esperando encontrar uma estrada em estado de calamidade. Alguns amigos alertaram: os caminhoneiros há alguns dias fizeram até greve para reclamar das péssimas condições do asfalto. Não estavam blefando!

Inspirada pela saudade que sentia (efeito pós-Monte Roraima, aqui falo mais), percorri o longo caminho em pouco mais de 11 horas na ida e 12 horas completas na volta, praticamente sem parar, e chegamos lá inteiras – eu e minha companheira de bordo, a filhota. De vez em quando, para esquecer dos buracos e sacolejos, eu parava o carro, descia, me alongava. Minha companheira dizia “vamos?”.

O primeiro trecho, até o fim da reserva indígena, está bom. São 257km. O trecho de Jundiá – RR até Caracaraí – RR de aproximadamente 330km beira o caos! Buraco, buraco! Quase não sobra asfalto! E sim, a BR-174, merece o prêmio “BR mais sarcástica do Brasil”. 

Vejam se não tenho razão: depois de 120 km em estado de guerra – a BR parecia mais a Faixa de Gaza, de tão esburacada que estava, surge uma placa (bastante útil) “Devagar. Cuidado. Buracos na pista”. Sério??! Não tinha percebido! Quase morri de rir depois de ler o alerta!

Outra placa: “Velocidade limite: 40km/h”. Se eu conseguir passar dos 20km/h agradecerei muito! E se eu insistir em andar a 40km/h meu carro ficará em frangalhos!

“Pare somente fora da pista” e logo em seguida “Obedeça à sinalização”. Fico pensando como seria possível passar por aquelas crateras imensas, que às vezes até me obrigavam a bater o fundo do carro no chão, sem parar no meio da pista. E outra: não há mão ou contramão na estrada. É salve-se quem puder! Os caminhões vêm em nossa direção e ninguém se incomoda com isso. Eu parava o carro no meio da pista para tirar fotos numa boa, mesmo vindo um caminhão na minha direção. Ele demorava tanto a superar os buracos e chegar até onde eu estava que era possível até me alongar preparando uma boa fotografia.

“Perigo. Trecho sem sinalização horizontal”. Sinalização horizontal faria alguma diferença aqui?

“Atenção. Reduza a velocidade”. Reduzir mais?

Mas tenho boas notícias: a BR já está em reforma e logo se tornará um belo tapete trafegável! Inclusive os últimos 147km de BR para chegar em Boa Vista já são maravilhosos, estilo pista de pouso como diz meu amigo e leitor do blog Cesar Pinheiro, principal consultor em assuntos “BR-174” para essa minha viagem.

E a BR-174 não vai ganhar só um prêmio: ela também tem a honra de ser premiada como a “BR mais encantadora do Brasil”!

A viagem foi um verdadeiro parque de diversões: os buracos eram o terror, claro. Mas apesar disso, bem apesar, tive o prazer  de ver o lindo vôo das araras azuis (elas fizeram um vôo tão próximo do carro, quando eu estava passando pela reserva indígena, que até aplaudi a beleza que vi), o vôo de alguns tucanos (apesar de morar na Amazônia eu não tinha visto eles voando livres por aí) e ser acompanhada por uma ave local num vôo bem à minha frente por um longo trecho de estrada (ela parava no meio da pista esperando que eu desbravasse os buracos e quando eu me aproximava seguia com o vôo bem no centro da pista). Tive o prazer de percorrer caminhos cercados por floresta e chegar num cerrado lindo, de descobrir finalmente como era atravessar a reserva indígena tão anunciada: “abre às 6h e fecha às 18h”, ou “torça para seu carro não dar defeito por lá” e perceber que por lá há muito verde, muitos pássaros e um ótimo asfalto, de me encantar com os igarapés que iluminam trechos da estrada e me impressionar com as bucólicas casas de madeira que caracterizam essa Amazônia de meu deus. Sim, a BR mais sarcástica do Brasil também ganha o prêmio de BR mais encantadora do Brasil. Senhora paradoxo essa 174, não é?

23 comentários em “Prêmios BR-174. A mais sarcástica! A mais encantadora!

  1. Uma vez, Paulinha, lá pelos idos do início da década de 90, cá estava eu debutando em Roraima. Vivendo os contrastes de culturas (eu recém chegado do meu Pantanal sul-matogrossense), achava tudo muito estranho por aqui.
    Até que um dia ouvi uma música que mudou minha forma de ver Roraima e suas características. A música chama-se RORAIMEIRA. Depois de ouvi-la, nunca mais vi Roraima da mesma forma. Apaixonei-me, encantei-me. E de lá prá cá, cada vez mais, finco minhas raízes nas terras de Makunaima.
    Vendo o seu relato sobre a BR 174, e admirando as belas fotos que colheu, aumenta ainda mais o meu amor por essa terra. Mesmo observando os descuido que as nossas autoridades incompetentes tem dedicado, conforme vc retratou tão bem.
    Parabéns prá vc, pela sensibilidade de ver o belo entre o caos.
    Parabéns pela forma como relata tudo.
    Admiro vc!

    • Magno, sua história de vida demonstra o quanto se entregou a essa bela terra de Makunaima, Roraima, terra das belezas verdes. Em sua homenagem, busquei “Roraimeira”, música inspiradora de seu amor por essa terra e ainda estou em dúvida se é essa a música. Se sim, fico feliz em compartilhá-la com nossos leitores, se não, é um vídeo com imagens do Gigante Roraima, de Boa Vista e de Roraima para alegria geral. http://www.youtube.com/watch?v=YQIrzvFKGKg
      Obrigada pelo carinho sem fim e por esse comentário que alegrou meu dia!

      • Oi, Paulinha.

        Eu também adorei seu texto, e a beleza das imagens mostram um pouco desta querida Roraima. Seu bom gosto e inteligência nos fazem viajar junto com você em suas aventuras, como se elas fossem nossas. Parabéns. Legal te conhecer. Estou em Roraima há muitos anos e, como o Magno, sou também um fã da bela música Roraimeira, pura poesia. Mas não é essa que você postou (no link). Embora a resolução esteja baixa e o som não seja da melhor qualidade, encontrei esta versão:

        Espero que você goste. Beijos.

      • Nelson, que ótimo você ter compartilhado o vídeo! Assim os leitores ficam menos desinformados depois de minha indicação equivocada de áudio. =) Sua Roraima é um encanto para mim, estou enfeitiçada pelo estado. Seja sempre bem-vindo ao meu “Manaus pra Mim”, quase agora um “Roraima pra mim”. =))

  2. Paulinha,

    Vc é a despirocadinha mais simpática e encantadora que eu conheço!
    12 horas de viagem nessa estrada? Vc consegue transformar o caos em paraíso!
    Vê beleza até nos nossos amigos urubus (os mais comuns por aqui, não é?)… rsrsrs
    Mas realmente as fotos das paisagens são exuberantes, lindas de sonhar!
    Sua visão do mundo deixa meus dias mais alegres por aqui, uma amiga que já tem um espacinho guardado entre minhas queridas.
    Até a próxima.
    Bjns

    • Linda Angélica, minha leitora que a vida colocou no meu caminho, sempre pronta para dizer: “posso te perguntar uma coisa?”tenha uma ótima viagem a Boa Vista nesse final de semana. Que você tenha uma estreia com o pé direito, que seja uma bela primeira impressão. Por lá, use sua pergunta clássica o quanto quiser: volte cheia de respostas pra me contar! Num próximo momento iremos juntas. Quem sabe não se animarão a subir o Monte Roraima? =)) Grande beijo!

    • Não fique com ciúmes, Carla…. dê uma volta por lá e volte abastecida para sua terra Amazonas. Somos todos filhos da mesma Amazônia rica em tudo que há de belo!

  3. Grande Paula;
    Sabia que vc iria produzir algo extremamente bonito para alegria de seus leitores, afinal vc já nos acostumou ao que há de melhor, mas confesso, que mesmo viajando há 10 anos nesta estrada e conhecendo até o trecho onde as imagens foram fotografadas, a alegria em rever tudo isso, assemelha-se ao que sentimos quando reencontramos alguém da família. A placa jogada ao chão no trecho que antecede a chegada da bola do 5OO(sentido BV x MAO) foi registrada apenas na minha mente como uma lamentável imagem dessas que já vi muitas, mas sua sensibilidade em fotografá-la transformou em vertical protesto, uma bandeira erguida contra o descaso o que me faz indica-la para o Oscar de melhor fotografia – A paisagem dos buritis adornados pelo lago manso e gramado verde após Caracaraí, transmite a paz tão almejada que todos buscam após o calvarioso caminho percorrido, é como um aviso aos visitantes “Aqui existe paz e tranquilidade, vc está em Roraima…” – Parabéns!!!

    • Querido Cesar, meu anjo da guarda dessa estradona que me levou até Boa Vista e me trouxe de volta em segurança e abastecida do amor que colhi naquelas terras de Roraima, obrigada por todas as suas palavras de incentivo e pela sua presença na minha vida. Quando você apareceu, poucos dias depois do meu retorno do Monte Roraima, escrevendo um comentário aqui no blog sobre as beleza do seu estado do coração, abriu em mim a possibilidade de fazer essa viagem e por mais de um mês me preparei com todas as informações que você me deu. Ainda quero conhecê-lo pessoalmente e também sua família… tenho muito o que ouvir de seus tantos saberes sobre Roraima. Grande abraço!

  4. Muito bom Paula! Achei as fotos ótimas!!! o problema mesmo deve ser a volta! rs…
    Ainda não tive como fazer essa viagem de carro.. mas um diaaaa… farei o mesmo, com ou sem buracos! ;)
    bjs

    • Camila, espere um pouquinho e logo você poderá pegar uma estrada muito bem asfaltada. As obras já estão em andamento. Vamos torcer para não demorarem muito e os trechos que estão bons agora virem pura buraqueira! =)) Beijos

  5. Paula, que corajosa vc… queria ter toda essa animação. Confesso q vendo as imagens, com certeza não há buraco q represente obstáculo! Fiquei aqui imaginando o vôo das araras azuis, deve ter sido um momento sublime! Assim q esse mestrado me der uma folguinha quero dar uma “voada” pra esses lados ae de cima, por aqui anda tudo tão cinza, q tenho me esquecido de como são lindas as cores e seus contrastes!
    Beijão minha linda amiga!!!

    • Javer do meu coração, quero só ver o dia que você vier ao norte! Um apaixonado pela vida como é, depois de ver tanta beleza, vai voltar se derretendo de alegria e amores por essa terra amazônica!

  6. Paula, fico encantada com a maneira como você escreve! Consigo sentir daqu a umidade sob meus pés, o vento no meu rosto, o pôr-do-sol à minha frente…
    Se Deus quiser no fim do ano estou aí. Topa ter mais uma companheira de aventuras? ehehhehee

    Abraços.

    • Amanda, sua saudade é que te deixa encantada e faz você sentir, de verdade, tudo o que tanto lhe faz falta. Coisa mágica! Coisa linda! O melhor é apreciar e sorrir por ter no coração um lugar que mexe tão bem com você assim.
      E lá vamos nós para as aventuras no fim do ano então. Sentir enfim a umidade sob os pés, o vento no rosto e o pôr-do-sol que nos faz agradecer por tudo.

  7. Paula,

    Tive a oportunidade de fazer essa mesma viagem no ano passado, e foi a primeira vez que tive a oportunidade de conhecer Roraima, um estado pouco conhecido e que esconde diversas belezas naturais. Aliás, seria interessante um post seu sobre a Serra do Tepequém, não é? ;)

    Para mim, o mais interessante dessa estrada é como ela coloca a nossa posição geográfica sob outra perspectiva. Afinal, sempre pensamos em Manaus que estamos longe de tudo e de todos. Mas, se pensarmos bem, estamos a poucas horas de carro da fronteira com a Venezuela, e a apenas dois dias do Caribe, também por estrada, sem falar na Gran Sabana (e o Monte Roraima) pelo meio do caminho. Longe de uma coisa, mas próximos de outras. Tudo é uma questão de ponto de vista.

    Nessas horas, lembro sempre que, se um dia a BR-319 for repavimentada, poderei realizar um antigo sonho: Ir, de carro, de Manaus até Machu Picchu, numa viagem de três dias que cruza a floresta amazônica e atravessa os Andes. E isso é algo que apenas quem vive na região norte poderá fazer.

    Grande abraço!

    O El dorado é aqui: http://www.descobrindooamazonas.webs.com

    • Já pensou chegar de carro até Cuzco? Meu deus! Seria show! Sabe que eu encontrei no Tepequém um casal de motociclistas que fizeram essa viagem a duras penas (e duas rodas)? Eles disseram que de moto era possível chegar até lá, mas tinham que levar o próprio combustível! Lembro de “Diários de Motocicleta”. Ah, nós com uma moto!

  8. Pingback: BR174: da série “quem te viu, quem te vê”. « Manaus pra Mim

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: