Como é viver em Manaus: “De Minas a Manaus”

Hoje, recostada na mesma cama que eu estava há quase dois anos quando criei o “Manaus pra Mim”, lembranças de um caminho que me levou ao norte e das tantas histórias que nele vivi circulam pela minha mente. Visitando minha família doce e paciente, percorro Minas como quem percorre a própria casa, mas a casa que viveu na infância. E até aquela sensação de que o que era grande ficou pequeno bate forte em mim em muitos momentos. Venho para a casa que vivi muitos anos e parece que não faz tanto tempo que fiquei sem vir. Porque Minas é parte de mim. Minas é lembrança viva.

Venho aqui para reencontrar pessoas que fizeram minha história e que hoje podem ouvir novos trechos das histórias que vivo no norte. No norte, esse norte encantado pelo verde, pelos sons da floresta, pelas danças indígenas, pelas manifestações de um povo que ao calor do sol esquenta seu coração para celebrar sua terra, minha história é criada. Em Minas conto as histórias que vivo nessa Amazônia que tanto amo.

As histórias do norte, dessa terra tão tão distante (que quando lá estamos pensamos “longe de quê?”), dessa Amazônia nossa, viraram histórias do meu blog, viraram histórias do “Manaus pra Mim”, viraram histórias de tantos leitores que passam por aqui e deixam um pedacinho da sua história também, transformando a minha. Minhas histórias viraram as histórias de muitos que assim como eu largaram sua terra e hoje estão abraçados à Manaus; que assim como eu retornam às suas famílias uma vez ou outra durante o ano e chegando lá o que mais fazem é contar tudo que há de diferente no calor da cidade do sol. E se minhas histórias são as novas histórias contadas em Minas, há tantos aqueles manauras, amazonenses, que morando em outros estados brasileiros passam para dizer “que vontade de estar em Manaus”, “que saudade dessa broa”, “que falta sinto desse tucumã”, “queria tanto viver a minha terra”.

Hoje, recostada na mesma cama de anos atrás, tudo o que posso pensar é que os braços abertos da Amazônia me acolheram carinhosamente e transformaram minha vida para melhor.

16 comentários em “Como é viver em Manaus: “De Minas a Manaus”

    • André, que lindo você se emocionando ainda com minhas palavras…. terei em você uma boa companhia para coletar por aí novos temas para as postagens!

  1. Ler a Paula é como ler um livro doce, que fala das coisas belas dos lugares por onde passa. Ler a Paula é flutuar na leve brisa aromatizada das melhores sensações dos recantos por onde ela suspira. Ler a Paula é ausentar-se do que não é bonito, e perceber somente o lado que edifica, que soma, que traz o bom que há em tudo, é acreditar que é possível ser feliz captando um pouquinho daqui, outro “cadinho” dali, respirar ares leves e serenos. Ler a Paula, diariamente, seja em suas próprias palavras, ou seja nos posts dos seus leitores, sempre nos trará um alento gostoso para tornar nosso dia um pouco melhor.
    Ler a Paula é sempre um momento muito bom, seja de manhã, seja à tarde, ou seja no fim de noite.
    Um abraço, do amigo!

    • Magno, meu amado amigo, hoje você fez poesia para mim…. que coisa linda! Encheu meus olhos d´água bem no meio da tarde. Que presença linda! Fico sem palavras diante da sua companhia, amizade, amor e carinho. Tudo isso me enche de alegria.

      • Paulinha, vc é a própria poesia em pessoa…
        Basta passear pelo seu blog e ver que só se vê coisas lindas aqui, a começar pela sua carinha nas fotos.
        Você é um anjo que anda passeando entre nós.
        Nem sei se merecemos uma pessoinha tão especial assim.
        Feliz dos que a conhecem, e mais feliz ainda os que convivem com vc.
        Um beijo na alma
        Magno

  2. Oi Paula,
    Adorei teu blog, comecei a ler e me identifiquei muito..Amo viajar…faltam muitos lugares ainda que quero visitar…..Minha história é a seguinte…Vim pela primeira vez aqui no Amazonas por causa de um e-mail trocado…sim, isso mesmo…parece estranho, mas meu chefe, havia acabado de chegar de São Paulo e eu estava no computador, e ele me pede pra mim adicionar uma moça que ele conhecera lá, e ela iria trabalhar conosco. Eu adicionei a tal moça, uns dias depois e ele pede pra falar com ela, então eu abro o msn e ele diz, ao ver a foto, que aquela não era a moça….como assim???..Então que ele constata que errou o endereço do e-mail. Muita coincidência….e não termina ai….contei a moça, que havia me adicionado, como conseguira o e-mail dela…a partir dai, começamos a conversar muito no msn…..resumindo… ela era de Manaus….e assim eu vim aqui em Manaus pela primeira vez só para conhecê-la.

    Contei um pouco da minha história….

    Abração no coração!

    • Se apaixonou pela moça e de quebra ganhou uma cidade pra amar pra vida inteira! =) Linda a história! Fico feliz que tenha gostado do blog e que Manaus também seja algo bom em sua vida. Manaus e esse Amazonas, essa Amazônia, tão cheia de belezas. Conte mais de suas histórias sempre que puder!

  3. Ah prima… Como adoro ler suas histórias! Me lembro bem de umas férias no sítio quando você contou do blog e de seus planos pra nova vida…

    • Nanda, Nanda, e o tempo vai passando, não é? Quando nos vermos no natal teremos muitas histórias para contar. Histórias do Norte e do Sudeste… histórias de corações ansiosos pelo novo! Grande beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: