Aniversário Manaus: Parabéns, Manaus! Dou-te uma Ponte!

“Nos últimos 510 anos do sistema-mundo capitalista passamos do ‘cristianiza-te ou dou-te um tiro’ do século XVI, para o ‘civiliza-te ou dou-te um tiro’ do século XIX, para o ‘desenvolve-te ou dou-te um tiro’ do século XX, para o recente ‘neoliberaliza-te ou dou-te um tiro’ dos finais do século XX e para o ‘democratiza-te ou dou-te um tiro’ do início do século XXI”. Ramón Grosfoguel. 

Hoje Manaus completa seus 342 anos. Cidade no meio da floresta amazônica banhada por dois imensos rios. Ùnica em beleza, única em riqueza natural. Comemora inaugurando A Ponte. Parabéns, Manaus, pelo seu projeto de desenvolvimento de mais de 1 bilhão (1 bilhão!) visando criar estradas nesse estado inteiramente permeado por estradas naturais de rios. O presente renderá, todos os meses  ao Estado, um custo de manutenção de 1,5 milhão.  Que venham Dilmas, Lulas e Eduardos participar da festa de inauguração: o Amazonas está cumprindo a lição de casa muito bem.

Pois o meu presente para a cidade hoje é outro. Para Manaus, “O ensaio sobre a cegueira”, de José Saramago.

5 comentários em “Aniversário Manaus: Parabéns, Manaus! Dou-te uma Ponte!

  1. Admiro e gosto muito de ver as pessoas declararam amor pelo lugar que escolheram para viver.
    Admiro você, Paula, por isso e por muito mais.
    Beijo com carinho !

    • Magno, você, assim como eu, vivemos em terras que nos acolheram oferecendo o melhor. Também desejamos o melhor em troca. Acredito que por aí você vez ou outra esteja a observar o que “nossos” governantes operam e se aperte na cadeira a perguntar: “será que é de propósito tanta cegueira?”.

      • é uma pena que os governantes e parlamentares sejam tão mercenários e gananciosos. Não é bonito roubar e nem levar vantagens, mas eles bem que poderiam se contentar em ter somente o suficiente para ficar bem de vida, e o que sobrasse poderiam reverter em benefício da sociedade. Rapidamente as coisas ficariam melhores para todos.
        Se fizessem assim, continuariam ricos, e ainda ficariam mais bem vistos pelo eleitor, pois veríamos ações mais concretas.
        Mas como se preocupam apenas em se locupletar com o nosso dinheiro e encher o baú de riquezas, o país vai seguindo como nação pobre (e é isso mesmo, pois basta olhar para a infra-estrutura do pais e nota-se facilmente a realidade).
        Desculpe a expressão, querida, mas tenho nojo dos políticos, são piores do que cupim em madeira mole.
        Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: