O que fazer em Manaus: “Caboclo Guia”

As idas e vindas nos trazem pessoas realmente admiráveis e bonitas de se ver. Quem a vida me trouxe nos últimos dias num serviço de guiamento em Presidente Figueiredo foi o caboclo do turismo: Gadelha. Ele, ainda com poucos fios de cabelo branco, tem 50 anos e há 30 trabalha como guia nessa Amazônia-de-meu-deus. Atende a tudo quanto é pedido, desde trilhas comuns, como as que levam à Caverna do Maroaga, quanto pedidos mais avessos, como um casal que queria passar o natal na selva ou aniversários de 15 em pleno miolo da floresta. “Tem gente que vem de fora e quer que eu crie uma trilha nova, posso fazer isso, mas tudo deve ser feito com antecedência e com planejamento”.

Diz que tentou fazer faculdade. Tentou por duas vezes mas não conseguiu porque não quer viver para ser moldado. Gadelha tem muito conhecimento sobre essa região e durante toda a trilha nos enche com informações sobre as plantas, sobre a história do local e sobre os cuidados que devemos ter ao caminhar. “A floresta esconde o que é dela”, e então ele nos mostra como é difícil enxergar entre às árvores a caverna que está a poucos metros de distância. Mostra o cipó que guarda água dentro dele, mostra os sapinhos escondidos entre a vegetação, identifica os cantos dos pássaros e quando temos mais sorte podemos até mesmo avistar um ou outro animal camuflado entre as folhas.

Desprendido, Gadelha caminha de pés no chão vez ou outra. “Por muitos anos minha casa foi meu chapéu.” E quando queremos parar para contemplar, fazer uma oração ou tomar um banho, ele paciente nos espera. E se é preciso passar por um trecho mais perigoso, ele nos acalma. “A corredeira é como um cachorro bravo, se você dá muita importância para ele, ele vem e te ataca”.

Simples, compartilha o que aprendeu. “Eu aprendi que tudo é energia, tudo é energia. As trilhas na floresta tem ótima energia, e são melhores ainda naqueles caminhos que o homem não costuma passar muito”. E com humildade adentra na floresta tranquilamente. “Na natureza nada te ataca, você é que passa a representar uma ameaça, então vamos caminhar devagar olhando onde estamos pisando e tocando. Não queremos ameaçar ninguém numa casa que não é nossa”. Bom encontrar gente assim para nos acompanhar um pouco pelo caminho.

Os serviços do Gadelha e de outros guias podem ser contratados pelo CAT de Presidente Figueiredo.

 

Um comentário em “O que fazer em Manaus: “Caboclo Guia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: