Como é viver em Manaus: “E dá-lhe farmácia!”

Um galpão enorme em construção numa das mais movimentadas avenidas de Manaus, a Efigênio Sales, vai ganhando vida e a curiosidade de quem passa. “O que será?”, um ou outro transeunte se pergunta. O galpão ganha pintura. Ganha vidros na fachada. Ganha prateleiras bem branquinhas. Ganha iluminação.  Ganha marcação das vagas para estacionamento. E, finalmente, ganha identidade. “Santo Remédio”. Sim! Parabéns para quem sentia falta de uma farmácia por ali a dez metros de casa.

Tanto faz se fosse uma “Santo Remédio”, ou uma “Angélica”, ou uma “Pharma Bem”, ou qualquer outra drogaria a mais na avenida. Importante é que ela está lá, uma a mais entre as centenas de farmácias que se espalham pela cidade e demarcam o território manauara. As farmácias, que talvez até pudéssemos chamar de lojas de conveniência, disputam os espaços e os clientes sedentos por mais uma dose de seus antiinflamatórios, sedativos, analgésicos e antibióticos. As farmácias revelam uma população sedenda por se medicar, doente, com mania de doença.

3 comentários em “Como é viver em Manaus: “E dá-lhe farmácia!”

  1. eu adoro essas várias farmácias porque, como você disse, podemos mais considerá-las como loja de conveniência porque têm tudo de básico para se comprar e também sempre há caixa eletrônico. Então ajuda bastante ter uma a cada tantos metro de Manaus que se possa imaginar rsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: