Como é viver em Manaus: “Empreendedores de Manaus”

“Manaus é a terra da oportunidade”, talvez seja uma das frases mais ditas por quem vai, por quem vem e por quem mora nessa cidade do sol. Em Manaus circulam pessoas de todas as regiões do Brasil em torno das relações de trabalho, estudo e familiares. Os voos para Manaus estão sempre cheios e os rostos revelam o quanto a cidade recebe gente de todos os lugares. O Polo Industrial de Manaus é um dos chamarizes principais, conhecido nacionalmente pela grande produção e necessidade de mão de obra. Nem todos vêm para ficar, alguns só aterrizam, resolvem suas questões e retornam para suas cidades. Outros vêm para ficar. Desses, alguns amam Manaus, alguns odeiam a cidade com toda a força.

Sinto que Manaus se abre para quem se abre para ela. Oportunidades estão disponíveis em todos os níveis e classes porque o dinheiro realmente circula dentro da cidade. No Amazonas, Manaus é o centro das relações e das logísticas, concentrando um excelente mercado consumidor. Por isso mesmo a circulação de valores é muito concentrada na cidade. O flanelinha, o feirante, o dono do lanche, o microempresário, os empreendedores de uma forma geral conseguem ser bem sucedidos na cidade de um modo que talvez não seriam em outras regiões, muitas vezes prestando serviços “tão espontâneos quanto o espírito da cidade”.

empreendendo

Numa dessas tabernas do centro de Manaus, bagunçadinhas e movimentadas, eu comprava uns doces quando um senhor dizia para quem quisesse ouvir. “Vida boa demais, meu filho, eu não reclamo de nada, só tenho a agradecer. Peço só saúde, porque com saúde dá para ter tudo que a gente precisa. Reclamar pra que?! Eu só reclamo de quem reclama! Aqui em Manaus não falta o que fazer, não falta trabalho. Eu mesmo vim do Acre sem um tostão e fui logo montando um lanche pra mim. Olhei bem os concorrentes, percebi o que eles não faziam e meu lanche é o maior sucesso. Tenho casa, carro, sítio, ganho bem”. Rimos dele porque logo estava “reclamando de quem reclama” de novo. O dono da taberna aproveitou o ensejo para soltar sua pérola conclusiva: “em Manaus você cospe e já nasce um pé de couve”.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: